...Investi tudo naquele olhar...Tantas palavras num breve sursurrar...paixão assim não acontece todo dia!

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Movimentos repetitivos e esteriotipias.

Estava relendo os depoimentos nas comunidades e fiquei pensando ...meu filho parou de ranger os dentes, mas agora da tapas na cabeça, as vezes fortes. E eu como todo mundo ao redor segura as mãos dele.

Há um outro movimento que é bem automático, ele deita e começa balançar de um lado para outro, pra acordar ou dormir.

Aqui até brincamos que qdo ele faz isso esta em conexão para ir pro planeta dele ou voltar para Terra (depois do sono).Ele balança e faz um som como estivesse nanando.

A Profª da escola regular dele observou que qdo a sala esta tumultuada, ele vai pro cantinho das almofadas e faz isso, e ela deixa. Foi uma observação muito interessante, pq ela percebeu que ele esta em situação de estresse.

Mas outro dia a psicóloga (escola especial) que estava assistindo o trabalho, qdo estava ainda de adaptação, viu que ele estava estressado, e brigou para que ele parasse e levantasse. Para sentar a mesa.

Ele esta frequentando uma escola especial pela manhã, chego antes de iniciar as atividades, pra ele dar as balançadinhas dele, e via que ficava mais disposto para trabalhar!Atualmente não se balança mais! Prova que se habituou com o local.

E ai veio a dúvida, Deveria estar tirando tudo que o deixa tranquilo, seguro? Pq o que tenho ouvido aqui na net e de alguns especialistas, é barrar tudo, todos movimentos repetitivos.

Eu acho que tem que ser tudo aos poucos, dar tempo para adaptações, pq no caso do meu filho que tem só 3 anos, tem a semana toda cheia de atividades, terapias, estar controlando tudo o tempo todo, moldando, moldando, moldando, as vezes acho que é tbém atropelar algo que é dele, que faz parte da sua natureza.

Não sei...tem horas que parece cruel esse controle todo... a noite qdo ele esta em casa deixo sacudir livremente, caramba tbém tem direitos né!(frase típica de mãe).
Claro temos que tentar cuidar dos movimentos esquisitos, até pra não chamar muito a atenção dos outros, mas controlar em casa certas coisas, me parece um bocado ditatorial...

Os autistas mais velhos que teclo, dizem ser muito cansativo ter que se auto-controlar o tempo todo, que qdo chegam em casa muitas vezes depois de trabalhos ou escola, não têem vontade de fazer nada de tão cansados e esgotados que ficam.
Acredito que não seja diferente com os nossos pequenos.

22 comentários:

  1. Oi!
    Concordo com vc em gênero, número e grau!
    Falo por experiência própria, mesmo não saindo de casa o cansaço mental é insuportável, imagina os pequenos em idade escolar e tratamento!!
    Beijão!!

    ResponderExcluir
  2. Os movimentos de meu filho são muito esquisitos.
    Ele deita no chão igual a um sapinho e fica esfregando o pipi do chao. Normalmente ele faz isso em casa e agora, nesse momento ele está fazendo. Afff. Qdo ele esteve doente, ficou mais de 10 dias sem fazer.

    ResponderExcluir
  3. Fiz essa mesma pergunta pra médica da minha filha. Ela me respondeu que não podemos simplesmente barrar, e sim levar a atenção deles pra outra coisa. Minha filha tinha o flapping de mão, mas depois que eu entrei com o medicamento ela parou. As vezes ela se bate qdo esta nervosa, mas levo a atenção dela pra outra coisa....

    ResponderExcluir
  4. Siga seus instintos! Seu filho precisa sim do movimento para acalmá-lo. Se vc quiser pode fazer a substituição do movimento por outro mais apropriado mas q tenha a mesma função sensorial.
    O movimento e o barulho dos outros e do ambiente deve super estimular seu filho q precisa encontrar os mecanismos q regulam seu corpo, no caso da escola ele foi para as almofadas q dão segurança a ele pq ele consegue ter o imput de onde está o próprio corpo.
    Já para se sentir parte de um novo ambiente ele precisa fazer seus próprios movimentos para reconhecer qual é a relação dele com o espaço.
    Lindo o seu blog, é bacana sua atitude de encarar de frente. Eu sou mãe de dois meninos com autismo, hj eles estão com 5 e 6 anos. Bjs, Marie

    ResponderExcluir
  5. TENHO UM NETO DE DOIS ANOS QUE É AUTISTA CLASSICO, E ESTOU AINDA EM FASE DE ADAPTAÇÃO, PRECISO DE ORIENTAÇÕES DE COMO LHE DAR COM ESSA DEFICIÊNCIA EM MEU BEBÊ, ESTOU SEM SABER DIREITO COMO DEVO PROCEDER EM RELAÇÃO AS BIRRAS DELE. ELE É HIPER ATIVO E INTELIGENTE, E SINTO QUE ELE PRECISA MUITO DE MIM. AGUARDO ALGUMA PALAVRA AMIGA. DESDE JA AGRADEÇO A GENEROSIDADE. RITA

    ResponderExcluir
  6. Respostas
    1. Mandei no seu e-mail o Programa ABA para que de uma olhada.
      Ainda não coloquei o programa em prática, mas acho que toda ajuda complementa, né?

      Excluir
  7. Querida Mãe, as estereotipias, pelo que sei, são comuns aos autistas. O meu tem várias e vai trocando vez por outra. Já rangiu dentes, balançou corpo, bateu a mão na testa ( ainda faz vez por outra,em forma de protesto).Hoje repuxa os olhos ,se esconde atrás de panos , toalhas, blusas...enfim ,um artista talentoso e criativo ao usar seu corpo. Distraí-los é uma boa dica.
    Sempre que o autista sai da rotina ( AUTISTAS PRECISAM DE ROTINA , segundo o médico do Leo )ele se rebela,fica agitado...podendo ficar agressivo, inclusive. Depois, com a continuidade , o que era novo se torna rotineiro e então, eles aceitam e incorporam . O meu Leo é assim.
    Meu filho veio, enfim, para por rotina na minha porralouquice rs Salve Leo ! bjos

    ResponderExcluir
  8. Olá Meninas... a minha não tem nenhum desses traços "autistas" apesar de ser diagnosticada como tal. Porém tenho tentado ler e estudar sobre o assunto. Numa dessas leituras eu li que eles balançam principalmente porque a sensação que eles têm é de prazer, uma vez que movimentando a cabeça conseguem muitas vezes alinhar o labirinto. Procurem na net, e vão encontrar algo. Vou tentar achar. Se precisarem de ombro, risos e dividir informações estou a disposição. Beijos, Estela Mota

    ResponderExcluir
  9. Estela, obrigada pelas palavras, vamos nos dividir sim!
    Beijos querida!

    ResponderExcluir
  10. Oi..Meu bebê tem 2 anos e 4 meses e acabei de ter seu diagnóstico de autismo..estou muito assustada..nunca tinha lido e nem visto nada sobre o assunto...me sinto com muito medo e sem saber por onde começar..Ele tem todas essas repetições: ranger os dentes, tampar os ouvidos, ainda não fala nada, e parece nunca me ouvir..Se vc puder me ajudar em algo,o melhor a fazer? que especialistas procurar? Agradeço desde já.. Andreia

    ResponderExcluir
  11. Ola queridos meu email é
    alessakravitz@hotmail.com meu tel
    48 84097565
    Andréia, foi bem na época do meu, vou escrever um blog falando das coisas que eu não fiz e me arrependo!

    ResponderExcluir
  12. Olá
    Tenhp dois filhos...um dito normal e o outro psicotico ou autista...não sei ao certo. Ele tem 5 anos...não tem movimentos repetitivos...Mas bate na cabeça quando está nervoso. E nesse ponto que eu queria contribuir com vc. Quando ele fizer isso - pare tudo e converse com ele - ele não : auto-agressão...ou ele sofre de um sentimento de persecutório...como se houvesse outro perseguindo ele...é um embate interno dele com ele mesmo...pois faz algo errado e ele mesmo sabe que há uam regra que diz não pode....
    CONVERSE COM ELE...
    Filho vc está nervoso ??? Porque ????
    Entenda, explique ...e não deixe de por limite. Inclusive dizendo : não bata na sua cabeça, isso machuca você e eu te amo...mas realmente não pode derramar água aqui....
    Beijo e força

    ResponderExcluir
  13. Meu filho tbm se balança e balança as mãos para se auto-regular...
    Eu tbm acho muitooooo estressante segurar ele o tempo todo... deixar eles viverem um pouco tbm faz parte :)

    Gislaine Bueno

    ResponderExcluir
  14. Olá Boa noite ...tenho um sobrinho com traços de um autista... poderia listar mais comportamentos! meu sobrinho bate na própria cabeça, não obedece, faz birra em qualquer lugar e tem 4 anos quase não fala!

    ResponderExcluir
  15. Nossa eu estou mentalmente cansada, mais agora vou procurar ajuda certa, ele ja tem um study team na escola. Adorei seu blog, ate em igrejas eles tem preconceito.

    ResponderExcluir
  16. ola meu nome e elaine e tive um filho diagnosticado com autismo ele tem 4anos de idade e tem muitos movimentos repetitivos quase que odia todo gostaria que me passasem algumas experiencia

    ResponderExcluir
  17. oi, meu nome é Mariza, tenho uma filha de 1 ano e 5 meses, ela começou fazer movimentos repetitivos aos 9 meses, ela fala bastante, mas bate a cabeça no berço pra dormir e toda vez que acorda, se movimenta pra frente e pra trás e toda hora que a gente está fazendo alguma coisa que não seja dar atenção pra ela, ela bate a cabeça, apóia as 2 mãos e bate, pra cima e pra baixo, ela também não dorme em lugar nenhum que não seja no seu berço, só na creche, ela brinca com outras crianças, sorri bastante, beija muito, o médico está pedindo vários especialistas pra fechar o diagnóstico, mas confesso que estou mt assustada...todas as informações que busco me deixam terrivelmente mais assustada...como tratar, como cuidar, como educar?

    ResponderExcluir
  18. Olá tenho um filho de 2 anos e 5 meses, esta fazendo fono e psicologa, tem espectro autista, diagnóstico mesmo a psicologa disse q só com 4 anos, pq ele pode sair desse quadro. Ele tem flapp (mas ja diminuiu muito), as vezes aparece com uma estereotipia mas logo desaparece e aparece outra... e assim vai, mas nada q fique fazendo muito tempo.ele tem muito contato visual, é extremamente carinhoso,esta na escola desde ano passado mas nao brinca com outras criancas, so se for de correr e pegar ele, e nao fala quase nada. Fala o alfabeto e os numeros.Mas nao sabe pedir nada.Há 1 mes e meio o neuro medicou ele com Risperdal 0,25 a noite, pois ele estava extremamente irritado, e com isso abriu um leque de possibilidades para ele, a psicologa consegue trabalhar melhor agora. O remedio foi otimo, fez muito bem pra ele, mas acho tao novinho para tomar esse medicamento. Ele nunca ficou só no mundinho dele, quer nossa presença o tempo todo, chama para brincar com ele toda hora, adora fazer gracinhas quando tem bastante gente e que batam palmas para o q ele fez.Tem dificuldade em associar o nome ao objeto, trabalhamos com imagens com ele, acho que esta dando certo.Tenho muitas esperanças q ele saia desse quadro. gostei desse blog quero acompanha-lo para obter informacóes e quem sabe trocar as minhas. bjs

    ResponderExcluir
  19. Quero dizer tanta coisa e perguntar tantas coisas que não sei começar, vou ler mais seu blog e depois me manifesto. Sou o Júnior de Joinville-SC e minha menina Júlia, diagnosticada com 4 anos e meio com nivel 3 de autismo não fala nada que não seja frases repetidas de desenhos animados

    ResponderExcluir
  20. Ola! Achei super interessante o seu blog... tenho tres filhos : um rapaz de 16 anos-com dificuldade de aprendizado e gagueja, mas esta bem na escola. 4 anos-que esta sendo diagnosticada com hiperatividade, talvez va tomar remedio a partir de setembro... um filho de 11 anos-hyperativo e usando medicacao ja ha alguns anos...esse lindo menino tem me preocupado... tenho lido a respeito de autism. Ele faz uns barulhos esquisitos, que comecaram ha alguns meses..... so foi aumentando, e agora sao sons bem altos, bate os pes no chao e bate palmas, faz batucada o tempo todo, em qualquer lugar. Tenho conversado com amiguinhos dele na escola, e com professors, e ele tambem faz isto na escolar...e mais moderado, mas faz... li tambem sobre Asperger's syndrome, e me question se nao seria esse o diagnostico correto. Tenho consulta marcada com especialista pra esse assunto, mas estou muito ansiosa a respeito. Alquem pode me dizer se tbm as palmas e esses barulhos que meu filho faz sao sinais de autism? obrigada! Cristiane

    ResponderExcluir
  21. Olá,eu como a grande maioria aqui,estou preocupado com meu filho. Ele tem 1ano e 3 meses,ainda não anda,não pega copo para beber sozinho,aliás só come se ver alguém provar o alimento,até ai tudo bem,mais o que me preocupa são os movimentos que ele faz desde 9 para 10 meses,ele abre as pernas quase 180 graus e fica pra frente e pra trás,isso várias vezes por dia e se deixar,fica muito tempo fazendo isso,a ponto de ficar suado e cansado,e um dia desses eu e a mãe dele percebemos que quando faz isso,seu pintinho fica durinho,pensei q fosse coisa de nossas cabeças,mais verificamos mais de uma vez e sempre estava assim. Não sabemos o que fazer,mais já pensamos em procurar um neuropediatra,nem sei se é ele que cuida disso. Um abraço a todos

    ResponderExcluir